sexta-feira, dezembro 08, 2006

Ante vejo

Dormem todos...
Durmam bem. Durmo sobre as letras que escrevo e sob as estrelas que (ante)vejo. Os meus olhos solitários abraçam o sentimento que procuro gerar num teclado estandardizado. O medo de sons que despertam lá fora é visível. Esconde-se servindo-se deturpadamente de tijolos de vidro que se erguem à minha vista.
A tempestade teima.


http://www.youtube.com/watch?v=NOoL9lyATcg