quarta-feira, janeiro 31, 2007

Razão

(Tenho estado atenta à discussão do aborto)

Lá largámos a Lapa e seguimos pela estrada em direcção à Quinta do Borel (Amadora Quite City). Um frio...a conversa sobre o aborto lá disparou na boca sábia e vivida do Filipe. O meu precioso Filipe. O João acrescentou mais umas observações, as me. Conclusão: chegados ao destino, a equação do parlatório mantém-se uma incógnita....
Para mim, todos ralham e ninguém tem razão...conhecem o provérbio por inteiro?

2 comentários:

Ch disse...

Quanto mais liberdade mais responsabilidade

Sophia disse...

:)a máxima do meu pai.
Recordo ele me ter oferecido para experimentar aos 13 anos o 1º cigarro....claro o último porque me soube terrivelmente mal!