sábado, dezembro 26, 2009

Para trás

Revejo-me no teu olhar, anónimo, na fornalha da vida.
Lá estarei, para te esperar nos suspiros de todas as notas que deixei soar, para trás.

2 comentários:

Gonçalo Nemrod disse...

Revejo-me nos vossos delírios...

Sophia disse...

Vou responder-te em post:)