quinta-feira, agosto 31, 2006

Imbatíveis

...tanto para desbafar, que até ontem resolvi desabafá-lo pelas ruas do Bairro Alto, soltando a mente e o corpo ao acaso. Caminhei e caminhei pelas ruas adormecidas do bairro até que entrei num Chinês e perguntei se me podiam servir apenas uma sopa. Queria apenas uma sopa. Sentei-me. A empregada aceitou-me com um sorriso julgando que os meus bolsos estavam vazios. Pouco me importou. Afinal o que mais procurava e encontrara, era a simpatia esboçada de me servirem apenas uma sopa. Sentei-me e quem diria...Reencontrei o tal senhor que em tempos me oferecia rosas, um senhor com quem cheguei a consumir algumas noites no Riverboat. Desde que o conheço, este senhor vende rosas. Conhecemo-nos nos intervalos da solidão. Também ele fazia os seus intervalos. Sentava-se sentava-se na minha mesa, pousava o bouquet, e convidava-me a beber café. Contava-me em jeito de encosto, contava-me a sua viagem. Vinha de longe, Bangladesh, tinha/tem uma família de quem tinha/tem muitas saudades. Confessou-me que as rosas, as comprava a 20 cêntimos, vendidas a 1 euro. Cada vez que o encontrava na noite, lá me oferecia uma. E ontem, achei-o envelhecido e pensei para mim: devo estar na mesma. Mas os nossos sorrisos estampados, esses continuam imbatíveis.

2 comentários:

Carina disse...

Minha querida, estou preocupada contigo ( tal como te disse na 2.ªferira), afinal quebramos as duas, tu porque estás triste, eu, eu porque te sei assim...
1 Beijo

llq disse...

Wow ! Amazing blog to follow I would suggest to follow my all friends and family to follow his blog . Vivacious Blog - Full life and energy. Keep Posting, Wedding Dress Shops, Pigalle Christian Louboutin. Modest Wedding Dresses